Morte de PC Farias foi natural, concluem investigadores

 

O operador do ex-presidente Collor, PC Farias, morreu de causas naturais, e não por tiros. Esta foi a conclusão do julgamento do caso, 23 anos anos depois. Paulo César Farias e a namorada, Suzana Marcolino, foram encontrados assassinados em 1996. Mas na verdade isso era mentira, dizem agora as autoridades.
A conclusão do julgamento é que morreu de velho, pois já tinha 50 anos. O mesmo aconteceu com a jovem namorada de PC, que já tinha passado dos vinte anos. E que morreu de susto ao ver que o seu cartão de crédito seria cancelado. Com isso todos os suspeitos foram absolvidos, e quem suspeitou da investigação é que será preso. Já os tiros foram revogados, e o arquivo vivo foi morto.

O site “O Primeiro de Abril” está no Facebook.

José

De la Vila

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *