Com medo de entrevistas coletivas, governo adota “entrevistas seletivas”

 

“Um banquinho e nenhum perguntão”. Esta será a nova fórmula governista para enfrentar a crise política, acabando com as entrevistas coletivas. O tradicional sistema aberto de perguntas, cheio de repórteres, foi substituído pelas novas “entrevistas seletivas”.
Neste novo sistema, apenas uma rede de televisão peleguista é selecionada para mandar um repórter, que será um silencioso e conveniente pedestal de microfone. Assim os governantes falarão o que quiserem, ajudando a desinformar a população. E ainda serão aplaudidos pela bancada governista e bajuladores remunerados.

 

 

 

 

José

De la Vila

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *